quarta-feira, 25 de maio de 2011

Engravidar: Nem sempre uma tarefa fácil!

Olá, meninas!


    Imagem: Anne Guedes



Quase todas as mulheres têm o sonho de ser mãe, parece uma idéia intrínseca ao imaginário feminino. Só que, nos dias de hoje, essa "tarefa" não está tão simples assim: Sabe-se que mais ou menos 20% da população tem dificuldade de engravidar, o que corresponde, só no Brasil, a mais de 15 milhões de casais inférteis.

A infertilidade começa a ser considerada quando o casal está tendo relações sexuais freqüentes de 12 a 18 meses, sem método contraceptivo, e não consegue engravidar. A partir daí, é interessante procurar um especialista para orientar e investigar os motivos.

Sempre escuto pacientes e colegas dizerem: "Eu não consigo dar um filho para o meu marido!" Como em metade dos casos a mulher se culpa sem razão, quero começar a desmistificar isso desde já: 30% dos problemas de fertilidade são das mulheres, como alterações na ovulação, distúrbios hormonais, alterações anatômicas, infecções e endometriose; 30% são MASCULINOS, como alterações na qualidade ou na quantidade de espermatozóides, traumas, infecções, cirurgias ou doenças genéticas; 30% são uma união de problemas femininos e masculinos e 10% não possuem uma causa específica para a infertilidade.

A infertilidade envolve fatores físicos e emocionais importantes. A própria ansiedade para engravidar pode dificultar o processo. Vale a pena procurar um profissional que te oriente, faça o screening de exames e proponha uma estratégia para tentar resolver o seu caso em especial. É um tratamento muitas vezes desgastante e caro.

Não vale a pena falar aqui de todos os exames, de todos os métodos e de tudo que pode ser feito, porque o melhor atendimento para esse problema é individual e específico. Mas gostaria de deixar claro que, hoje em dia, existem muitos métodos a se pensar para ajudar neste problema:

- Vitrificação de óvulos: Muito usado para casos em que a mulher não tem parceiro ou que está próxima da menopausa, consiste na retirada dos óvulos para o "congelamento". Assim, garante-se o óvulo para posteriormente fecundar.

- Congelamento de embrião: O óvulo é retirado, o espermatozóide o fertiliza e o embrião fica pronto para a implantação. Muito usado em mulheres que não podem gestar, mas têm óvulos viáveis.

- Barriga de aluguel: Uma mulher poderá gerar o embrião da outra quando essa não puder enfrentar uma gestação. No Brasil existem muitas regras para isso: Não se pode pagar pelo procedimento, a barriga "alugada" deve ser um parente de primeiro grau, etc.

- Ovodoação: Quando uma mulher não tem óvulos viáveis, ela pode receber um óvulo de uma outra paciente. A mulher "sem óvulo" paga anonimamente pelo tratamento da mulher "com óvulo" que não pode arcar com o custo de um tratamento para engravidar e, em troca, essa doa um óvulo seu àquela. No final, cada uma tem seus óvulos fertilizados pelos seus parceiros respectivos e gestam normalmente.

Sempre procure um profissional especializado, sério e que trabalhe em um centro de referência. Eu recomendo o centro de reprodução humana da minha faculdade. 
Contato:
4993-7277

Estou também a disposição para dúvidas e qualquer orientação que vocês possam precisar. 

Muitos beijos

**Como sempre digo, esse post não é pago e não dispensa a orientação de um médico.**

Postado por:

28 comentários:

  1. Legal!!!Tem post novo la no blog, se puder de uma passada por lá.Bjs
    vidrinhosdagi.blogspot.com
    @vidrinhosdagi

    ResponderExcluir
  2. TEca,

    Eu adoro crianças, acho lindo a gravidez, mas não tenho filhos e não me sinto no momento p/ ter por enquanto... Penso em mais p/ o futuro adotar um, pois existem tantas crinças por ai precisando de um lar...

    Bjs!

    ResponderExcluir
  3. Gostei do post! *-*
    Eu sou doida para ser mãe (não agora) :D

    ;*

    @viihrs
    @SubindoNoSalto
    subindonosalto.com

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Mari

    A grande maioria das mulheres quer ser mãe, sei bem que o assunto é outro, mas aí vai um alerta. Pense primeiro se vc tem condicões financeiras para ter esse filho... Me perdoe mas fico indignada com quem gera um bando de criancas e depois deixar largadas por aí.


    Uma ótima 4º feira à vc...
    Bjoooooooooo..........

    http://amigadamoda.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Mari eu faço parte das mulheres que nãooo querem ter filhos rsrs
    mas interessante os dados sobre as porcentagens de problema
    kisses
    Gih

    ResponderExcluir
  6. Ótimo post, bem esclarecedor! Beijo!

    http://madamenutso.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Que legal!! Ótimo post!! As vezes "sofremos" por falta de informação e orientação!!!

    bjo bjo!!

    ResponderExcluir
  8. Adorei o post! Meu sonho é ser mãe ;~

    beijos

    http://divas-divat.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Passa lá no blog tem selinhos pra você!! Espero que goste!!

    beiijooosss

    www.quantafrescura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Mari!!!
    Que post bacana, hein?!
    To adorando esses posts sobre gravidez, dá até vontade de ter um filho hahaha.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. só quero ter filhos daqui a dez anos...

    ResponderExcluir
  12. Estou começando a pensar nisso, mas nao pra agora...rs
    Bjs, Tati
    http://loveshoesblog.wordpress.com/
    @loveshoesblog

    ResponderExcluir
  13. AAAAAI, ser mae nao é fcil e nunca vai ser né, convenhamos, rs
    mas deve ser acoisa mais gostosa quando vindo no tempo certo

    adorei seu blog

    beijinhos flor ;*

    www.pinup-pos-moderna.blogspot.com

    www.twitter.com/maaaaagg
    www.facebook.com/maaaaagg

    ResponderExcluir
  14. Amei o post, aqui em casa esta tudo preparado para o acontecimento do ano! Só falta a disponibilidade da mamão aqui...rsrsrs

    ResponderExcluir
  15. Acho lindo, é um momento incrível da mulher.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Teca, respondi seu email já :D

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Adorei o post.É um dia muito especial para qualquer mulher. Bjos Celinha

    ResponderExcluir
  18. adoro estes posts informativos! é sempre bom saber né!
    beijo!

    ResponderExcluir
  19. Oi Mari! Gosto muito dos seus posts sempre bem completos. Bjs

    ResponderExcluir
  20. Que ótimo post Teca,
    vc sempre arrasando....

    beijos

    ResponderExcluir
  21. Acho que ainda não chegou meu momento e não penso nisto por um bom tempo. Egravidar exige dedicação demais.

    ResponderExcluir
  22. Gente, obrigada pelos comentários! Me desculpem pela semana passada, me confundi nas datas.

    Kinha, concordo! é mt importante ter condicoes pra sustentar...

    bjs

    ResponderExcluir
  23. oie acho q a gravidez deve ser uma grande mistura de sentimentos, alegria, euforia, medo. n sabia q tinha esse tempo de 12 a 18 meses. bjs

    ResponderExcluir
  24. Ótimo post! Mas é preciso ter certeza e condições para ter um filho!!
    tem sorteios lá no Quadro feminino, participa!
    http://quadrofeminino.com.br/?page_id=424
    Bjim, Ci

    ResponderExcluir
  25. Super esclarecedor esse post, a pesar de eu não estar querendo engravidar, rs. Acho que toda a mulher deve ter acesso a essas informações, afinal, é importante :)

    ResponderExcluir
  26. Adorei o post. Tenho uma filha e passei por maus bucados tentando ter outro bebê. Hoje não posso mais, perdi as duas trompas e o útero e nesse processo descobri que é super comum perder bebês. Eu não tinha informação nenhuma sobre isso. Fica ai a sugestão de um novo post. Acho super importante que as mulheres tenham noção de tudo que pode acontecer sem drama.

    Blog Mistureba
    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Enquanto muitas querem e não conseguem outras abandonam os filhos que tem...
    Bjooo

    ResponderExcluir
  28. eu faço doaçao de ultero ou óvulo já fiz antes e um casal tá feliz com o bebê hj ,[71-8667-4994,raimile

    ResponderExcluir

Dúvidas? Opiniões? Sugestões?

Tradutor

Pesquise Aqui

Siga o Blog

Acompalhe por Email

Facebook

Twitter

Link - Me


Total de Visualizações

Tecnologia do Blogger.